“Sede arautos da esperança”, exortou o Papa os bispos das antilhas, no final da vista “ad limina”
“Sede arautos da esperança”, exortou o Papa os bispos das antilhas, no final da vista “ad limina”Sede testemunhas audaciosas da luz de Cristo, que fornece às famílias orientação e rumo. Pregai incansavelmente a força do Evangelho, que há-de permear o modo de pensar, os critérios de juízo e as normas de comportamento, afirmou Bento XVI aos prelados.
O Pontífice espera que o testemunho vivo do extraordinário sim de Deus à humanidade encoraje os vossos povos a rejeitarem os estilos sociais destrutivos, procurando pelo contrário concretizar na prática a fé, correspondendo a tudo o que produz a vida nova do Pentecostes.
O Santo padre referiu-se ainda às influências negativas e destrutivas como a indústria dos tempos livres, da exploração do turismo, do negócio de armas e do tráfico de drogas. Influências que não podem deixar de minar a vida familiar e os próprios alicerces dos valores da cultura tradicional, referiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *