Os missionários da Consolata elegeram dois santos missionários – São Francisco Xavier e Santa Teresinha de Jesus – para reflectir sobre a santidade durante dois dias em Fátima
Os missionários da Consolata elegeram dois santos missionários – São Francisco Xavier e Santa Teresinha de Jesus – para reflectir sobre a santidade durante dois dias em FátimaXavier será porventura o nome mais difundido na terra. Está presente em quase todo o mundo. afirmou o jesuíta João Caniço ao apresentar esta manhã, 7 de abril, a grande figura missionária do Oriente, do século XVI. Francisco foi um homem de princípios, decidido e determinado a levar todo o mundo para Deus.
Esta sua determinação levou-o a partir para a Índia, por ordem de Inácio de Loyola. Da Índia foi para Malaca, Indonésia, Japão e China. as viagens realizadas dariam para dar a volta ao mundo duas vezes. Conhecido como o incansável, Francisco Xavier expôs-se às mais arriscadas e perigosas situações para a sua saúde, mas nunca teve nenhuma doença.
a sua metodologia missionária passa por duas fases. a primeira até à sua chegada a Kyoto, no Japão, apimentando-se de uma maneira muito simples e pobre. a segunda a partir desse momento, quando compreende que, para ser aceite naquela sociedade, terá de passar por um processo chamado inculturação. Tinha de apresentar-se como um grande personagem.comparece então como embaixador do Papa, vestido com os trajes japoneses.
Cristo sacramento universal de salvação foi a alavanca da sua praxis missionária.com apenas 46 anos, terminou a sua carreira morrendo de pneumonia a 2 de Fevereiro de 1552, quando tentava chegar até ao coração da China. Missionários numa sociedade relativista e cómoda, temos muito a aprender de Francisco Xavier, o homem de todos os continentes.
Na parte da tarde, os missionários reflectem sobre Desafios e Orientações, o documento final da recente visita canonica, que analisou a vida e actividades da província.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *