+ infoAcontecer
Portugal
Envelhecimento ativo
Cáritas estuda ideias inovadoras para idosos
Texto Francisco Pedro | Foto DR | 26/07/2012 | 16:00
Grupo de trabalho pretende criar uma «bolsa de ideias» com projetos-piloto para o envelhecimento ativo, que possam ser dinamizados a nível paroquial, nacional ou até mesmo internacional
imagem
As primeiras propostas são apresentadas esta quinta-feira aos dirigentes nacionais e diocesanos da Cáritas. O grupo de trabalho, coordenado pela ex-deputada Maria do Rosário Carneiro, estudou as questões do envelhecimento em Portugal e decidiu criar uma «bolsa de ideias» onde possam reunir-se projetos inovadores, tendo em conta as necessidades e os recursos disponíveis nas várias estruturas da Igreja Católica.

Uma das prioridades estabelecidas pelo grupo passa por «colocar em rede as capacidades disponíveis, com algum alvará de experiência - pelo menos 20 anos - que possam encontrar, a nível nacional e internacional, empresas que necessitem dessas competências específicas», explicou Rosário Carneiro à agência Ecclesia. Outra, está relacionada com o reforço da dimensão formadora, para que se ajudem as pessoas a perceber que «o envelhecimento é algo natural na vida de todo o indivíduo».

A terceira linha de orientação refere-se à integração de parcerias e à sensibilização da comunidade para «trocar ideias em comum», uma «riqueza tremenda» que pode levar à «criação de postos de trabalho», sublinha a ex-deputada. Neste sentido, o programa proposto pelo grupo da Cáritas prevê uma presença na internet, para chegar a um maior número de pessoas e recolher novas perspetivas, convidando os interessados a identificarem e divulgarem as «boas práticas». A iniciativa desenvolve-se no âmbito do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e Solidariedade entre Gerações, que se assinala desde janeiro.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.