Um grupo de jovens estudantes realizou o primeiro encontro na Igreja Nova de Roma, a 7 de Fevereiro de 1968. Programaram então diversas actividades para crianças migrantes da periferia de Roma
Um grupo de jovens estudantes realizou o primeiro encontro na Igreja Nova de Roma, a 7 de Fevereiro de 1968. Programaram então diversas actividades para crianças migrantes da periferia de Roma a começar pelo apoio após o horário lectivo a crianças das barracas da periferia romana até aos mais de 50 mil membros da Comunidade de Santo Egídio em mais de 70 países passa um caminho de 40 anos. a maioria das comunidades situa-se no hemisfério sul e dispõe de um site em 25 línguas.
Evangelho e oração, amizade, pobres e paz foram as bases do compromisso dos mais de 50 mil voluntários desta associação Pública de Leigos. a Santa Sé reconheceu-a em 1986. O seu empenho nas periferias urbanas e do mundo, sempre sem fins lucrativos, tem um estatuto reconhecido pela União Europeia.
Tem também o estatuto Ecosog reconhecido pelas Nações Unidas pelo seu trabalho pelos direitos humanos e pela paz a nível internacional. a Comunidade recebeu, entre outros, os prémios Niwano para a Paz, o prémio Balzan para a Paz, o prémio UNESCO para a Paz e o Menorah de Ouro de 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *