Enviado especial das Nações Unidas pode ajudar a promover progressos na democratização e reconciliação nacional
Enviado especial das Nações Unidas pode ajudar a promover progressos na democratização e reconciliação nacionalDecepcionado com a lentidão do processo de mudança na Birmânia, o Conselho de Segurança insistiu esta quinta-feira na necessidade de um rápido regresso ao país do enviado especial das Nações Unidas, Ibrahim Gambari, que poderia ajudar a promover progressos na democratização e reconciliação nacional, depois das manifestações antigovernamentais fortemente reprimidas nos últimos meses de 2007.
Gambari, que tem um convite pendente para regressar à Birmânia, solicitou o seu regresso ao país asiático ainda durante o mês de Janeiro. No entanto, o Governo tem dito que prefere uma visita apenas em meados de abril.
Numa declaração lida à imprensa por Giadalla Ettalhi, embaixador da Líbia, que detém a presidência rotativa do Conselho de Segurança, os 15 Estados-membro deste órgão lamentam a lentidão dos progressos realizados até agora no sentido de respeitar os objectivos definidos numa declaração emitida pela Presidência do país em Outubro do ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *