Manifestação “pela família cristã” com ataques a medidas de Zapatero leva a resposta do partido socialista
Manifestação “pela família cristã” com ataques a medidas de Zapatero leva a resposta do partido socialista a tensão entre o governo de Madrid e o episcopado espanhol aumentou esta segunda-feira, depois da realização de uma grande manifestação pela família cristã, no domingo, promovida pela arquidiocese católica da capital, em que o Executivo de José Luis Rodríguez Zapatero foi acusado de fazer tremer as bases da família com leis iníquas e injustas, nas palavras de antonio Canizares, arcebispo de Toledo.
O PSOE veio a público exigir que os bispos rectifiquem as suas afirmações mentirosas. Segundo José Blanco, secretário de organização do Partido Socialista, em declarações à rádio Onda Cero: algumas coisas que ouvi parecem-me intoleráveis.
Blanco estaria certamente a referir-se a outro ataque do arcebispo de Valência, agustin Garcia-Gasco, que afirmou que a cultura da laicidade radical é um engano que não conduz a mais do que ao aborto e ao divórcio expresso’ e leva à dissolução da democracia.
O governo de Zapatero aprovou nos últimos anos legislação que tornou possível o casamento homossexual, a alteração do estado civil de transexuais sem realizarem qualquer operação e a aceleração dos procedimentos de divórcio, que a Igreja espanhola, nomeadamente pelos seus bispos, tem atacado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *