Pelo menos sete mortos, mas receia-se que os números possam ser maiores. as eleições deram lugar a uma verdadeira batalha no maior bairro de lata, nos arredores de Nairobi
Pelo menos sete mortos, mas receia-se que os números possam ser maiores. as eleições deram lugar a uma verdadeira batalha no maior bairro de lata, nos arredores de NairobiNumerosos feridos, pessoas presas, além dos mortos, é o trágico balanço da violência que durou mais de oito horas. a batalha explodiu entre membros das tribos Luo e Kikuyo, refere um missionário que reside no bairro. a polícia demorou a chegar, devido a que, em várias zonas da cidade, sucediam situações semelhantes.
a causa da violência parece dever-se ao atraso na publicação dos resultados das eleições, que já eram esperados ontem, 29 de Dezembro. O escrutínio dos votos já recomeçou. Parece que os candidatos à presidência estão em situação de igualdade. Estranha-se este facto, uma vez que a oposição leva grande vantagem na eleição para o parlamento.
O Partido Nacional (PNU) – um agrupamento de vários movimentos que apoiam o presidente cessante, Mwai Kibaki – aceita a recontagem total dos votos. O candidato da oposição, Raila Odinga, parece que também a aceita, mesmo antes da declaração da derrota de Kibaki, para evitar que o país caia no caos.
ambas as partes acusam-se reciprocamente de massivas fraudes eleitorais. Os observadores da União Europeia, depois de admitirem que as eleições de 27 de Dezembro decorreram de maneira correcta, começam agora a apontar críticas severas ao decorrer do escrutínio dos votos.
Com quase 90 por cento dos votos escrutinados, a tensão é muito forte. Os dois candidatos têm praticamente idêntico número de votos. Em muitas zonas do país sucedem-se actos violentos. Muitos negócios mantêm-se encerrados e assistiu-se a actos de açambarcamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *