ameaças e subornos com dinheiro da droga abalam a economia da Guiné-Bissau. Só o apoio internacional poderá evitar o colapso
ameaças e subornos com dinheiro da droga abalam a economia da Guiné-Bissau. Só o apoio internacional poderá evitar o colapsoantónio Maria Costa, director executivo do Departamento para as Drogas e Crime das Nações Unidas (UNODC) afirmou no Conselho de Segurança da ONU, que a droga está a apodrecer a sociedade guineense. Sublinhou a ameaça que o tráfico da cocaína constitui para o país e seus vizinhos.
O responsável frisou que o valor do comércio da droga neste país é maior do que todo o rendimento internacional. O dinheiro da droga está a perverter a economia e a apodrecer a sociedade. Usando ameaças e subornos, os traficantes de drogas estão a infiltrar as estruturas do Estado e a actuar impunemente, acrescentou.
O sistema judicial e policial deste país lusófono não tem meios para fazer face à aliança entre grupos criminosos estrangeiros e figuras locais poderosas. Por isso apelou à comunidade internacional para lhe garantir o apoio suficiente, a curto prazo, para que não entre em colapso.
O Conselho de Segurança decidiu que a Guiné-Bissau passe a contar com o apoio da Comissão de Construção da Paz da ONU. É um grupo criado em 2006, que conta actualmente com um fundo de 144 milhões de dólares. a Guiné-Bissau será o terceiro país a receber apoio desse fundo, depois da Serra Leoa e do Burundi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *