a maioria dos católicos discorda da orientação do Vaticano e aprova o uso de preservativo, revela a organização Catholics for a Free Choice (Católicos por uma Livre Escolha, em português)
a maioria dos católicos discorda da orientação do Vaticano e aprova o uso de preservativo, revela a organização Catholics for a Free Choice (Católicos por uma Livre Escolha, em português) a sondagem realizada em cinco países de quatro continentes revela que o uso do preservativo é pró-vida porque ajuda a salvar vidas evitando a disseminação da Sida. 90 por cento de mexicanos, 86 por cento de irlandeses, 79 por cento de norte-americanos, 77 por cento de filipinos e 59 por cento de ganeses considera isso.
À pergunta sobre se os hospitais e clínicas católicos que recebem subsídios do Estado devem incluir preservativos nos seus programas de prevenção da SID a , responderam sim 87 por cento de irlandeses, 86 por cento de mexicanos, 73 por cento de norte-americanos, 65 por cento de filipinos e 60 por cento de ganeses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *