Depois da recente tentativa de retirar mais de 100 crianças do Chade, por uma ONG, Ban Ki-moon reforça a necessidade de respeitar legislação
Depois da recente tentativa de retirar mais de 100 crianças do Chade, por uma ONG, Ban Ki-moon reforça a necessidade de respeitar legislaçãoas leis internacionais que protegem as crianças devem ser plenamente respeitadas, como demonstra a recente tentativa, por uma organização não-governamental francesa para retirar mais de 100 crianças do Chade, afirmou esta quinta-feira o secretário-geral Ban Ki-moon.
Manifestando a sua preocupação com o incidente, Ki-moon juntou a sua voz aos responsáveis da ONU na região, que já criticaram fortemente as acções da ONG arca de Zoé.
No mês passado, esta organização tentou transferir 103 crianças – com idades entre os um e 10 anos – do Leste de Chade para França, para adopção, numa acção considerada ilegal e totalmente irresponsável pela Unicef.
as autoridades chadianas impediram as crianças de saírem da cidade de abeche, antes de levantarem voo, e prendeu os membros da arca de Zoé.
Dias depois, Nicolas Sarkozy, Presidente francês – que condenou a tentativa de adopção forçada – numa visita-relâmpago ao país, conseguiu a libertação de três jornalistas franceses e de quatro hospedeiras espanholas, ilibados de qualquer responsabilidade pelo presidente da arca de Zoé, que continua detido na companhia de outros cidadãos europeus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *