a Cáritas Portuguesa manifesta a sua preocupação em relação à actual situação vivida em Timor Leste e apela aos cristãos que dêem o primeiro passo pela paz
a Cáritas Portuguesa manifesta a sua preocupação em relação à actual situação vivida em Timor Leste e apela aos cristãos que dêem o primeiro passo pela pazNa mensagem que enviou às Cáritas diocesanas de Díli e de Baucau, a congénere portuguesa lembra que se o caminho da paz é obrigação de todos, muito mais o é para os cristãos.
Jesus Cristo deu o exemplo: com a sua própria vida. E esta Regra de Ouro’ fundamenta a paz, a construção da cidadania, a promoção da justiça. É nessa regra que se alicerça uma atitude nem sempre em sintonia com a natureza humana: a capacidade de perdoar, salienta o comunicado da Cáritas.
Perante o clima de guerrilha interna, onde os comportamentos individuais e de grupos se fundamentam na reacção sem qualquer reflexão e não têm em conta o futuro do país, é necessário que apareçam sinais de maturidade pessoal e social; é necessário afirmar que os problemas não se resolvem com o recurso à violência; é necessário demonstrar que vale a pena renunciar ao bem pessoal para dar lugar ao bem comum, ao bem comum dos timorenses e de Timor-Leste.