O Banco Mundial ameaça cancelar os apoios à Guiné-Bissau caso o governo daquele país africano continue a actuar à margem da “transparência e da boa governação”.
O Banco Mundial ameaça cancelar os apoios à Guiné-Bissau caso o governo daquele país africano continue a actuar à margem da “transparência e da boa governação”. Numa missiva aos ministros guineenses da Economia, Issufo Sanhá, e das Finanças, Vítor Mandinga, o director das Operações para a Guiné-Bissau do Banco Mundial, Madani Fall entende que o governo de aristides Gomes não tem tido uma boa prestação governativa, condição essencial para o desbloqueamento de verbas de ajuda.
a confirmar-se a suspensão a Guiné- Bissau ficará também sem os financiamentos do Banco africano de apoio ao Desenvolvimento e do seu principal parceiro da cooperação, a União Europeia que se traduz em 7,7 milhões de euros, ainda para este ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *