Foto: Lusa/EPA

Perante a “grave situação” vivida no Afeganistão, “nomeadamente a crise humanitária em desenvolvimento”, a Santa Casa da Misericórdia do Porto (SCMP) mostra-se disponível para ajudar afegãos. Através de um comunicado citado pela agência Ecclesia, a SCMP afirma que pode acolher refugiados oriundos do Afeganistão e “apoiá-los no seu processo de acolhimento e integração em Portugal”.

A Misericórdia do Porto explica que em outras ocasiões já prestou auxílio e acolheu refugiados de outros pontos do mundo em conflito, entre os quais se inclui um cidadão sírio que se encontra trabalhar na sua organização, sendo um “excelente exemplo de resiliência, esforço e integração”.

O governo de Portugal também já manifestou a intenção de começar por acolher 30 refugiados afegãos que colaboraram com a NATO e 20 que cooperaram com os serviços da União Europeia, ao longo dos últimos 20 anos. A população afegã está atualmente a enfrentar uma transição de governo, depois do movimento fundamentalista talibã assumir o controlo do país, após o início da retirada das tropas da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos da América.

Tagged: