Efeitos das cheias preocupam Papa Francisco Santo Padre assegura a sua “proximidade espiritual” às vítimas da catástrofe natural na Alemanha, aos seus familiares e àqueles que se encontram envolvidos nas ações de resgate

Foto: L'Osservatore Romano

O Papa Francisco manifesta o seu pesar pelas pessoas que perderam a vida, pelas “desaparecidas, pelos feridos e pelos que sofreram danos ou perderam os seus bens” devido às “fortes tempestades e inundações” na Alemanha, lê-se num telegrama enviado a Franz-Walter Steinmeier, presidente da República Federal da Alemanha.

No documento assinado pelo cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, é anunciado que o Santo Padre manifesta a sua “profunda solidariedade” às famílias das vítimas, e que assegura também a sua “proximidade espiritual” às forças de emergência e de resgate. Também Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa, enviou uma mensagem a Franz-Walter Steinmeier, onde transmite a “mais sincera solidariedade a todos os atingidos por esta catástrofe”.

“Foi com profunda consternação e tristeza que tomei conhecimento das trágicas consequências das fortes tempestades e chuvas torrenciais que afetaram o oeste da Alemanha e resultaram na perda de numerosas vidas humanas, muitos desalojados e em significativos prejuízos materiais”, lê-se no website da presidência portuguesa. As cheias causadas por fortes chuvas tiraram a vida a mais de oito dezenas de pessoas na região ocidental da Alemanha. A catástrofe afetou também países como a Bélgica, o Luxemburgo e França.

Tagged: