fome e seca
Foto: EPA / Alexander Joe

As pessoas que vivem no sul de Madagáscar estão a sofrer com uma “crise alimentar e nutricional excecionalmente aguda que está a deixar milhares de crianças gravemente doentes e a levar famílias inteiras à pobreza extrema”, alertam os Médicos Sem Fronteiras (MSF), em comunicado. A crise nutricional é o resultado da fraca produção de alimentos, devido a anos de secas consecutivas.

“Estamos a ver crianças desnutridas a lutar para recuperar o peso após semanas de tratamento nas nossas clínicas móveis. O atendimento médico que prestamos e os alimentos terapêuticos que diferentes organizações têm distribuído não são suficientes para reverter a tendência num ambiente com tão pouco acesso à comida. Um grande aumento na assistência alimentar de emergência é uma prioridade absoluta”, disse Bérengère Guais, coordenador de programas de emergência dos MSF.

Com o objetivo de aliviar o sofrimento desta população, os profissionais desta organização abriram um centro de alimentação terapêutica, estão a construir “clínicas móveis para fornecer assistência humanitária e médica”, e a “distribuir alimentos terapêuticos às famílias de pacientes desnutridos para ajudar a restaurar o seu acesso à comida”. Entre os bens distribuídos estão arroz, feijão, óleo, sal, água e barras de sabão. Está ainda prevista a instalação de poços para facilitar o acesso da população à água.

Tagged: