Foto: OMS / Christopher Black

A organização internacional União Africana, constituída por 55 países africanos, vai receber 220 milhões de doses da vacina Johnson&Johnson (J&J) contra a covid-19, em resultado de uma parceria estabelecida entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Farmacêutica Janssen.

Até ao final do próximo mês de dezembro, “cerca de 35 milhões de doses da vacina J&J serão entregues”, sendo que a “dose única garante proteção contra o coronavírus”, lembram os serviços de comunicação da Organização das Nações Unidas (ONU). De acordo com a ONU, esta parceria prevê também a “opção de se fazer um pedido adicional de 180 milhões de doses”, e com isso, um “total de 400 milhões de doses poderão ser entregues até o fim de 2022”. A distribuição das vacinas vai envolver o UNICEF, em parceria com os Centros Africanos para Controlo e Prevenção de Doenças e o Banco Mundial.

Henrietta Fore, diretora-executiva do UNICEF, afirmou que os países de África “precisam de acesso rápido às vacinas contra a covid-19”. De acordo com a responsável, “menos de um por cento da população de África foi imunizada até agora”. No passado mês de novembro, a organização União Africana tinha então estabelecido a “meta de vacinar 60 por cento da população de cada país do bloco”.

Tagged: