Com o objetivo de apoiar as ações caritativas do Papa está a decorrer até esta terça-feira, 29 de junho, a angariação de fundos para o ‘Óbolo de São Pedro’. Segundo Juan Antonio Guerrero Alves, prefeito da Secretaria para a Economia da Santa Sé, “em 2021, e até hoje o Óbolo recebeu 21 milhões de euros em doações”, sendo que podem existir aqui “algumas doações do ano passado que chegaram mais tarde”. Deste valor, “8 milhões de euros foram distribuídos para a evangelização ou para projetos sociais de apoio às Igrejas necessitadas, principalmente em países da África, Ásia e América Latina”.

De acordo com Juan Antonio Guerrero Alves, parte das ofertas são usadas, por exemplo, para a construção de igrejas em países no terceiro mundo, serviços sociais, como hospitais infantis ou apoio a escolas em áreas de pobreza, apoio às comunidades religiosas em “áreas difíceis por causa da violência ou pobreza”. “Se recebemos uma doação com um propósito já definido e a aceitamos, respeitamos a vontade do doador”, disse o responsável, em declarações aos serviços de comunicação do Vaticano.

A angariação de ofertas chega ao fim terça-feira, 29 de junho, Dia da Solenidade de São Pedro e São Paulo, depois de ter arrancado no último domingo, 27. Para além da angariação de fundos para o ‘Óbolo de São Pedro’ por ocasião da Solenidade de São Pedro e São Paulo, é possível fazer ofertas ao longo de todo ano, através dos meios digitais.

Tagged: