“Serviço e sacrifício” é o nome de uma campanha global que tem como propósito prestar homenagem aos países que contribuem com capacetes azuis em todo o mundo. Desde 2019, 30 países que contribuem com tropas para Organização das Nações Unidas (ONU) foram já homenageados. Agora, a campanha coloca Portugal em destaque.

De acordo com as Nações Unidas, “Portugal fornece atualmente 201 pessoas a quatro operações de paz” da ONU. A maior presença portuguesa encontra-se na Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana onde “servem 188 homens e mulheres”. Portugal também “participa na Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul, na Missão de Estabilização em Mali, e na Missão de Verificação da ONU na Colômbia”.

Em comunicado, Jean-Pierre Lacroix, subsecretário-geral para Operações de Paz, agradece a Portugal pelo seu “forte apoio, serviço e sacrifício do seu pessoal” em vários pontos do mundo. O responsável afirma que “a generosa contribuição de Portugal com tropas das forças especiais fortaleceu a capacidade de manutenção da paz da ONU para proteger as comunidades mais vulneráveis ​​na República Centro-Africana”.

Lacroix destaca que “as tropas portuguesas não só demonstraram uma forte postura militar, mas também serviram com carinho e compaixão pela população local, demonstrado pelo seu alcance às escolas e comunidades locais”. O responsável refere que a Organização das Nações Unidas “aprecia o serviço e o sacrifício dos portugueses que servem em ambientes perigosos e difíceis, separados dos seus entes queridos”. “As tropas portuguesas têm demonstrado um elevado nível de profissionalismo e dedicação e estamos profundamente gratos pelo seu serviço continuado”, realça o responsável.

Tagged: