Vinte alunos selecionados em 40 comunidades rurais guineenses das regiões de Oio e Cacheu encontram-se atualmente a participar na segunda edição do Curso Intensivo de Hortifruticultura e Nutrição, que está a decorrer na Escola Vocacional de Bissorã (EVB) desde o passado mês de março, contemplando aulas teóricas e práticas.

As raparigas e rapazes que participam na formação estão a “aprender na teoria e prática os conteúdos relacionados com a produção hortícola e frutícola”, explicam os envolvidos na iniciativa. Os formandos são também “pequenos produtores rurais” e “aprendem temas ligados à cultura da bananeira, clima, variedades, tipos de solo, adubos, adubação e tratamento fitossanitário”. Todos os alunos participantes “receberam apoios de géneros alimentares” no último mês, algo que vai continuar a acontecer durante o curso, nomeadamente para os estudantes que “estudam em regime de internato em Bissorã”.

O curso acontece no âmbito do programa “Ianda Guiné”, uma iniciativa da União Europeia (UE) implementada em parceria com população guineense. A ação “Ianda Guiné! Hortas” é financiada pela UE na Guiné-Bissau, sendo implementada em Oio e Cacheu pela organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo – Guiné-Bissau. O objetivo é contribuir para a segurança alimentar e nutricional nas comunidades rurais.

Tagged: