A associação portuguesa Intervir no Mundo Acreditando na Igualdade (IMANI) encontra-se a dinamizar uma campanha de angariação de fundos para ajudar “mais de 300 crianças e jovens” que se encontram em Nampula, na sequência dos ataques em Cabo Delgado, em Moçambique.

Os donativos angariados serão utilizados para adquirir “uniformes escolares” que são “obrigatórios para frequentar a escola secundária”, explica a associação, através das redes sociais, adiantando que “cada uniforme tem o valor de dez euros”.

Os donativos estão a começar a chegar. “Já chegámos aos 65 uniformes. Na próxima semana, iremos começar a trabalhar com os alfaiates da comunidade. Os primeiros alunos a receber uniformes são do campo de deslocados de Corrane, e são do ensino secundário, em que o uniforme é de uso obrigatório”, adianta a IMANI.

As ofertas serão também utilizadas para adquirir material escolar. Os dinamizadores da campanha pedem para que ninguém fique “indiferente” a esta iniciativa, e lembram que os donativos se destinam às crianças e jovens que foram “obrigadas a fugir dos conflitos armados de Cabo Delgado”. “A educação muda vidas”, frisam os promotores da ação solidária.

Tagged: