A associação “Viver 100 Fronteiras”, sediada em Fiães, município de Santa Maria da Feira, mantém-se empenhada em ajudar os mais frágeis, apesar de todas as contingências que resultam da atual pandemia da Covid-19. Apesar dos atuais constrangimentos, foi carregado o “81.º contentor com destino ao município de Ribeira Grande de Santiago, na Cidade Velha, em Cabo Verde”, refere a associação, através das redes sociais.

Um outro contentor recheado pela mesma organização encontra-se já no terreno, e aguarda pela chegada dos elementos da associação, para que se possam “iniciar as doações e parceria com a Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago”. A associação “Viver 100 Fronteiras” faz a identificação de alguns dos bens que serão transportados. “O contentor leva, colchões, camas, sofás, roupa, calçado, brinquedos, material escolar e de escritório”, assim como “material hospitalar consumível”.

Seguem também até Cabo Verde “cestos e bidões para água, para apoiar os agricultores”, e uma “incubadora de transporte para recém-nascidos, que foi doada pelos Bombeiros Voluntários de Lourosa”. Entre o material a doar vai ainda uma “enorme coleção de taças de desporto, fotocopiadoras, televisões, material sanitário”, entre outros. De acordo com a associação portuguesa, o contentor partiu de Leixões na última segunda-feira, 19 de abril.

Texto: Juliana Batista

Tagged: