Foto: EPA / Rolex Dela Pena

Foram doados “1.941,47 euros” para a aquisição de arroz para pessoas desfavorecidas em São Tomé e Príncipe, no âmbito de uma campanha em que a oferta de cinco euros se convertia em “dez quilos de arroz”. As ofertas realizadas traduzem-se, assim, em “3.894 quilos” deste bem alimentar.

Juntou-se à campanha uma empresa de produção de arroz, que doou “mil quilos” deste bem. Desta forma, o total de arroz a doar situa-se nos “4.894 quilos”, indicam os promotores da campanha, através das redes sociais. O arroz oferecido será encaminhado para religiosas presentes na cidade de Neves, que “servem cerca de duas mil refeições por dia”, sendo que o “arroz é fundamental” para prestar este serviço junto da população mais carenciada.

A campanha é dinamizada pelos elementos da “Casa fiz do mundo”, um grupo paroquial de ação missionária das comunidades católicas de Carregosa, Vila Cova de Perrinho e Chave, na diocese do Porto. A angariação de verbas para a aquisição de arroz, esteve a decorrer até ao passado domingo, 4 de abril.

Esta campanha conta com diferentes etapas, mas sempre com o propósito de reunir bens apoiar a população mais frágil de São Tomé e Príncipe. Depois da angariação de fundos para a compra de lápis, de sabão e de arroz, o objetivo é agora reunir verbas para a aquisição de massa. Pretende-se ainda angariar fundos para adquirir feijão seco, bolachas e artigos de saúde.

O grupo missionário “Casa fiz do mundo” trabalha em “total colaboração com as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição da cidade de Neves em São Tomé e Príncipe”, desde 2007. Os bens que se pretendem reunir são “todos necessários no dia a dia em São Tomé e Príncipe”, destacam os voluntários deste organismo, através das redes sociais.

Texto: Juliana Batista

Tagged: