Foto: Lusa

O clima de tensão na região de Baunilha, no oeste do estado brasileiro do Pará, devido à ocupação ilegal por parte dos garimpeiros, está a causar preocupação ao Ministério Público Federal (MPF), que pede a atuação urgente das forças federais para evitar conflitos entre os invasores e as comunidades indígenas locais.

Recentemente, os serviços do MPF do Pará divulgaram imagens em vídeo que mostram um grupo de homens armados a impedir o desembarque de indígenas munduruku e a entrada de grande número de retroescavadoras. Foi ainda filmado um helicóptero a sobrevoar a área, suspeitando-se que o aparelho estivesse a servir de apoio e de escolta aos garimpeiros ilegais.

A região de Baunilha é a porta de entrada para a bacia do rio Cururu. Segundo os indígenas munduruku, a destruição desta bacia pela mineração ilegal pode significar o fim da vida indígena na região. O MPF, por sua vez, tem pedido medidas às autoridades para barrar essa invasão garimpeira.

Em agosto de 2020 chegou a ser iniciada uma ação de fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), que foi interrompida após uma visita do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da intervenção do Ministério da Defesa. As circunstâncias da interrupção estão a ser investigadas em dois inquéritos do MPF, por suspeitas de fuga de informação sigilosa.

Tagged: