Com o objetivo de alertar a população para a “situação dramática que se vive em África”, nomeadamente “conflitos, pobreza profunda” e “graves problemas ao nível da saúde”, a fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) lançou uma campanha de sensibilização, que conta com o apoio oficial da Rádio Renascença (RR).

Catarina Martins de Bettencourt, diretora do secretariado nacional da fundação AIS, explica que através desta iniciativa se pretende “mobilizar os portugueses para a urgência do apoio humanitário para muitas comunidades que estão numa situação muito precária, vítimas de ataques de grupos armados, e que precisam de ajuda para a própria sobrevivência no dia-a-dia”.

A campanha, que poderá ser escutada na RR nas próximas semanas, mostra que “há milhares de pessoas em África que têm fome, doenças, que são perseguidas por serem cristãs”. A iniciativa apela ainda a orações por aqueles que se encontram em sofrimento.

“Face ao agravamento da situação humanitária em vastas regiões de África, com milhares de pessoas em grande sofrimento, impunha-se não só mobilizar a solidariedade dos portugueses para a ajuda concreta a quem está de mãos vazias, mas também rezar por todas estas famílias, estes homens, mulheres e crianças que precisam de nós”, refere a diretora da AIS, em comunicado. No âmbito desta campanha, vai também “ser distribuído um terço feito em madeira de oliveira por cristãos da Terra Santa”, adianta o departamento de informação da fundação AIS.

Tagged: