Foto: EPA / Martin Alipaz

O secretário-geral das Nações Unidas alerta para a importância da água como uma defesa contra problemas de saúde e uma resposta aos desafios das alterações climáticas, salientando que “não há nenhum aspeto do desenvolvimento sustentável que não dependa” deste recurso natural.

Numa mensagem a propósito do Dia Mundial da Água, que se assinala esta segunda-feira, 22 de março, António Guterres lembra que o mundo ainda não encontrou forma de garantir acesso à água e saneamento para todos até 2030 (de acordo com as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), e “isso é inaceitável”.

“Os objetivos definidos em relação às alterações climáticas estão intimamente ligados à forma como abordamos a falta de acesso a água, saneamento e higiene em termos de mitigação e de adaptação. Não é possível enquanto houver alunas que faltam à escola por não terem casas de banho para utilizar em privacidade e em condições de dignidade quando estão, por exemplo, menstruadas”, assinala, por sua vez a diretora-executiva da iniciativa Saneamento para Todos do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Catarina de Albuquerque, em declarações à ONU News.

Atualmente, segundo dados da ONU, há 2,2 biliões de pessoas em todo o mundo que não têm acesso à água. E em 2050 as previsões apontam para um total de 5,7 biliões de pessoas a viver em áreas com escassez de água pelo menos um mês por ano, em consequência do aumento da procura.

“Eu acredito que a chave para acabar com as barreiras no acesso à água e ao saneamento está nas mãos dos decisores de alto nível, chefes de Estado, chefes de governo, ministros, todos aqueles que são responsáveis pela prestação destes serviços que, como sabemos, são direitos humanos”, adianta Catarina de Albuquerque.

Tagged:

1 comment

Comments are closed.