Foto: Mário Cruz / Lusa

A Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado, na diocese de Bragança-Miranda, encontra-se atualmente empenhada numa resposta social, feita em parceria com a delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Bragança, cedendo uma ala do Colégio de São João de Brito, em Bragança, para o acolhimento de cinco refugiados.

O espaço cedido pelas religiosas deve ser ocupado na próxima sexta-feira, 19 de março, “com a chegada dos três primeiros elementos, diretamente provindos de um campo de refugiados”, conforme refere em comunicado Maria José Diegues de Oliveira, religiosa e vigária geral das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado.

A religiosa afirma que a chegada dos refugiados ficará marcada por diversos motivos. “Dia de São José, Dia do Pai, é um dia muito significativo não apenas para nós, congregação, mas sobretudo para estas três pessoas que veem abrir-se, nas suas vidas, um horizonte de esperança”, destaca a irmã.

Tagged: