Já é uma realidade a “FCULresta”, uma “minifloresta densa, biodiversa e multifuncional”, localizada na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, em pleno centro da capital portuguesa. A ação de plantação contou com a participação de “cerca de 150 jovens, que, ao longo de uma semana, transformaram um relvado num espaço de abundância (mais de 600 espécies de plantas autóctones), de alto impacto e com baixa pegada ecológica”, explicam os serviços de comunicação da Vida, uma ONG envolvida neste projeto.

A “FCULresta” foi criada no contexto do 1Planet4All, um projeto que “pretende envolver os jovens para ações concretas que promovam soluções locais para o problema global das alterações climáticas”. A “FCULresta” torna-se, assim, num “exemplo de mobilização da sociedade civil para a ação climática e para o desenvolvimento sustentável em contexto urbano”, asseguram os envolvidos na iniciativa.

O projeto 1Planet4All é executado em território português pela ONG Vida, em parceria com a Faculdade de Letras da Universidade do Porto e com a 2adapt. O programa conta com o financiamento da EU International Partnerships e do Instituto Camões. A “FCULresta” é coordenada no contexto do Laboratório Vivo para a Sustentabilidade de Ciências da ULisboa.

Tagged: