Uma tertúlia online vai juntar cidadãos de diferentes áreas, na próxima sexta-feira, 12 de março, entre as 18h00 e as 19h30. O encontro digital é designado “Missões humanitárias”, e pretende levar até aos internautas “histórias que mudam vidas”.

A sessão será uma ocasião para escutar Filipa Pereira, farmacêutica comunitária e profissional dos Médicos Sem Fronteiras, que “já esteve em missão na República Democrática do Congo, Sudão do Sul, nos campos de refugiados da Grécia e que, atualmente, se encontra no Darfur”, destaca o Museu da Farmácia, organismo promotor da iniciativa.

À trabalhadora humanitária junta-se Gonçalo Cardoso, historiador e diretor da Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia, e Simão Pedro, sacerdote missionário da Consolata e presidente dos Animadores Missionários dos Institutos Missionários Ad Gentes (ANIMAG), detentor de uma “larga experiência em missões de apoio na área da saúde às comunidades locais em Moçambique”. Será também possível escutar João Neto, diretor do Museu do Museu da Farmácia e presidente da Associação Portuguesa de Museologia (APOM).

A iniciativa “propõe um duplo olhar sobre a missionação e as missões humanitárias na área da saúde, do ponto de vista do missionário ou expatriado”, destaca o Museu da Farmácia, que detém, no seu espólio, “algumas farmácias portáteis, que remontam ao século XVI, usadas por aventureiros, exploradores e missionários, que foram sobretudo destinadas ao combate itinerante das doenças”.

A iniciativa será uma ocasião para fazer realçar a “força interior que leva um ser humano a deslocar-se do conforto que conhece para atravessar o mundo em prol do outro”, motivado “pela fé ou pela vontade de prestar assistência a quem mais precisa”. Os organizadores da tertúlia asseguram que esta será “uma partilha de experiências extraordinárias”.

Tagged: