Foto: Câmara Municipal de Cascais

A Conferência Vicentina Mártir de São Vicente, em Alcabideche, no concelho de Cascais, distribuiu “cabazes alimentares e outros bens essenciais” a “333 pessoas” desfavorecidas. Além de bens alimentares foram entregues talões de refeição para utilizar em supermercados, máscaras e brinquedos. Dulce Martins, presidente do organismo que procedeu à entrega dos bens, destaca a importância da ação.

“Desde maio de 2020 que tivemos um aumento de 40 por cento de famílias identificadas e as pessoas estão cada vez mais necessitadas. Nota-se mesmo que a pandemia as atingiu muito”, disse a responsável, citada pelos serviços de comunicação da Câmara Municipal de Cascais.

Os brinquedos destinados aos mais novos são o resultado da iniciativa “Árvore solidária”, tendo sido doados pelos munícipes. As restantes ofertas são o resultado de uma parceria entre a Câmara Municipal de Cascais, a Cáritas Diocesana de Lisboa, a Conferência Vicentina de Alcabideche (Mártir de São Vicente), a Junta de Freguesia de Alcabideche e o Banco Alimentar Contra a Fome.

Dulce Martins dá conta dos efeitos de toda esta rede. “Este apoio integra-se na ‘Rede Social de Cascais’, é regular e vai além da ajuda alimentar. Em parceria com a Câmara Municipal e no âmbito do protocolo ‘Cascais Mais Solidário’, as pessoas têm prestações pecuniárias, pagamento de contas de água, luz, renda de casa… É um trabalho global, um investimento muito forte por parte da Câmara”, destacou Dulce Martins. A entrega dos cabazes aconteceu na última quarta-feira, 3 de março.

Tagged: