Foto: EPA / Yahya Arhab

As hostilidades na província de Marib, no Iémen, provocaram o deslocamento de pelo menos 9.000 pessoas nas últimas semanas, elevando para mais de 117 mil o número de deslocados dessa zona do país. A Organização Internacional para as Migrações (OIM) manifesta-se “alarmada” com este fluxo de deslocados, que vem somar-se às já preocupantes condições em matéria de segurança alimentar.

A cidade de Marib tem aproximadamente três milhões de habitantes e as organizações humanitárias temem um deslocamento em massa, que pode atingir mais 380 mil pessoas, caso os confrontos de mantenham, ou se houver mudanças na frente de batalha. O último epicentro do conflito registou-se no distrito montanhoso de Sirwah, onde já estão 30 mil deslocados, distribuídos por 14 acampamentos. Três destes espaços ficaram completamente vazios, e as pessoas que ali se encontravam foram obrigadas a fugir novamente à procura de segurança.

A comunidade local de Marib recebeu durante muito tempo as pessoas deslocadas em situação de vulnerabilidade, mas atualmente a situação está muito mais complicada para que seja a comunidade a geri-la sem ajuda externa. Por isso, a OIM alerta para a necessidade, o quanto antes, de uma maior presença humanitário a o reforço dos recursos para assistência aos deslocados e às comunidades anfitriãs.

Tagged: