A Direção-Geral dos Trabalhadores em Funções Públicas vai realizar um curso sobre o “Plano para a Igualdade entre Homens e Mulheres”, em ambiente digital, entre 9 e 12 de março. A ação tem duração de 14 horas e pretende fornecer as ferramentas e competências para melhor instituir boas práticas em matéria de igualdade de género no trabalho.

Segundo a entidade promotora, entre os vários objetivos da formação, destacam-se a análise “dos principais instrumentos normativos e políticos em matéria dos direitos humanos das mulheres e das raparigas e da igualdade entre mulheres e homens; o reconhecimento da invisibilidade das mulheres e das raparigas nos discursos e o impacto dessa invisibilidade nas suas vidas e o relacionamento as várias fases de um plano para a igualdade entre mulheres e homens, desde o diagnóstico, desenho, implementação, monitorização e avaliação”.

Coordenado por Alexandra Silva, ativista e investigadora na área dos direitos humanos das mulheres e da violência contra as mulheres, o programa do curso prevê a abordagem, entre outras matérias, ao “enquadramento dos direitos das mulheres e da igualdade entre mulheres e homens”, em particular a normatividade jurídica, os principais instrumentos e estruturas de referência, emanada pelas Nações Unidas, União Europeia e pelo governo português.

Tagged: