Foto: Ianda Guiné

A primeira edição do Curso de Hortifruticultura e Nutrição chega ao fim esta sexta-feira, 12 de fevereiro, na Escola Vocacional de Bissorã (EVB), com a participação de cerca de 20 estudantes das comunidades guineenses de Oio e Cacheu. A formação termina depois de ter arrancado no passado mês de agosto.

A iniciativa colocou os alunos a “confecionar vários tipos de pratos (incluindo tradicionais) com base nos produtos locais”, explicam os envolvidos no projeto. Além disso, um dos módulos deste curso procurou ajudar os formandos a “conhecerem a propriedade dos alimentos e a sua importância nos organismos”.

A formação teve também como propósito “valorizar e promover o consumo de produtos locais para melhoria da dieta alimentar nas comunidades rurais”. Uma segunda edição deste curso deverá arrancar no próximo dia 1 de março, sendo que atualmente já se encontra “em andamento o processo de preparação para a seleção dos alunos” que participarão nesta formação.

A iniciativa acontece no âmbito do programa “Ianda Guiné” uma iniciativa da União Europeia implementada em parceria com a população da Guiné-Bissau. O programa é financiado pela União Europeia na Guiné-Bissau, e implementado pela organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo da Guiné-Bissau, nas regiões de Oio e Cacheu. A iniciativa visa proporcionar àquela população oportunidades sociais e económicas.

Tagged: