Foto: Ianda Guiné!

Temas relacionados com a saúde, segurança alimentar e nutricional, entre outros, estão atualmente em análise no intercâmbio nacional “Mindjeris em Sinergia: saúde, desenvolvimento e compromisso social”, que está a decorrer no Centro Camponês de Djalicunda, no norte da Guiné-Bissau.

O encontro irá decorrer ao longo de três dias, chegando ao fim quarta-feira, 10 de fevereiro. A iniciativa reúne “cerca 25 líderes femininas”, será uma ocasião para a partilha de experiências, e deverá contribuir para gerar “respostas significativas para as comunidades da Guiné-Bissau”.

“O objetivo é conectar mulheres ativistas e inspirar outras mulheres e jovens raparigas, membros dos Coletivos de Cidadãos Organizados (CCO) de todo o país, sobre a importância do fortalecimento da presença da mulher nas diferentes áreas do desenvolvimento”, explicam os serviços de comunicação do programa Ianda Guiné, uma iniciativa da União Europeia implementada em parceria com a população da Guiné-Bissau.

A atividade envolve o Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF), uma instituição para o desenvolvimento e a cooperação, que se encontra sediada em Lisboa. O programa “Ianda Guiné!” é financiado pela União Europeia na Guiné-Bissau e visa proporcionar àquele povo oportunidades sociais e económicas.

Tagged: