Foto: Helpo

As escolas primárias das comunidades moçambicanas de Matibane, Napacala, Teacane, Nawitipele, Makassa, Murothone, Natchetche, Natôa, Jembesse e da Ilha de Moçambique, receberam “material de higiene e termómetros para garantir um regresso dos estudantes em segurança”.

O mesmo tinha há acontecido com escolas secundárias, uma vez que em Moçambique o regresso à escola tem sido faseado. “Entre ensino secundário e primário, foram apoiadas 18 escolas, que no início do ano letivo de 2020 representavam um universo de quase 25 mil estudantes”, explica a Helpo, uma organização não governamental para o desenvolvimento (ONGD) portuguesa, que apoia no terreno estes espaços escolares.

O organismo nacional explica que a distribuição destes bens “é fulcral para que todos os estudantes destas escolas, sejam aqueles que já retomaram as aulas presenciais ou aqueles que retomarão no ano letivo de 2021, possam fazê-lo com a garantia de que as medidas de prevenção necessárias para combater a propagação da Covid-19 estão asseguradas, num momento em que a ansiedade e a incerteza relativamente ao futuro continuam a crescer”.

Tagged: