José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) decidiu esta quinta-feira, 21 de janeiro, suspender a celebração de missas com a presença física de fiéis, a catequese e as atividades pastorais que impliquem contacto, a partir do próximo sábado (23), tendo em conta a “extrema gravidade da situação pandémica” que se vive em Portugal.

“Embora lamentando fazê-lo, a Conferência Episcopal Portuguesa determina a suspensão da celebração ‘pública’ da Eucaristia a partir de 23 de janeiro de 2021, bem como a suspensão de catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, até novas orientações. As Dioceses das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira darão orientações próprias”, refere a CEP em comunicado.

Na mesma nota, os bispos portugueses aconselham o clero a manter a transmissão das celebrações em direto por via digital, alertam que as exéquias devem ser celebradas de acordo com as orientações das autoridades sanitárias, e expressam gratidão aos que estão na linha da frente do combate à pandemia nos hospitais e no sistema de saúde.

“Que Deus abençoe este inestimável testemunho de humanidade e generosidade e que eles possam contar com a solidariedade coerente e responsável de todos os cidadãos, a fim de que, com a colaboração de todos, possamos superar esta gravíssima crise e construir um mundo mais solidário, fraterno e responsável”, escrevem os prelados.

A CEP pede ainda à comunidade cristã, para que a nível individual, nas famílias e nas comunidades, “se mantenha uma atitude de constante oração a Deus pelas vítimas mortais da pandemia”, e manifesta proximidade e “apoio fraterno aos seus familiares em luto”.

Tagged: