Foto: Fundação Fé e Cooperação

Uma formação em educação parental chegou até 11 tabancas da região de Bafatá, seis da região de Gabú e 30 das regiões de Quinara e de Tombali, na Guiné-Bissau. A formação abordou os “Direitos da Criança, conjugalidade e parentalidade, bem como aspetos psicossociais e legais da violência baseada no género”, explicam os envolvidos na iniciativa, que decorreu na última semana.

A formação aconteceu no âmbito do “Nô na cuida di nô vida, mindjer”, um projeto implementado pela Fundação Fé e Cooperação (FEC), e pelas organizações italianas Manitese e ENGIM. O projeto é desenvolvido em parceria com a Rede Ajuda – Cooperação e Desenvolvimento, o Gabinete de Estudos, Informação e Orientação Jurídica e o Instituto da Mulher e Criança.

O programa conta com o financiamento da União Europeia na Guiné-Bissau, da Die Sternsinger, do Instituto Camões, da Otto per Mille Valdese e da Conferência Episcopal Italiana. Um projeto que reúne um conjunto de países, em prol do desenvolvimento população guineense.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *