Foto: APOIAR

Devido à pandemia da Covid-19, as escolas continuam fechadas no Niassa, em Moçambique. Apesar dos atuais constrangimentos, os elementos da Associação Portuguesa de Apoio a África ( APOIAR), afirmam que continuam a “trabalhar nas comunidades”.

Mesmo com todas as atuais condicionantes, estão a ser encontradas “novas formas de dar resposta às necessidades das famílias mais vulneráveis”, explicam a equipa desta associação humanitária sediada em Almeirim, mas que desde 1995 trabalha em projetos de desenvolvimento nas áreas da nutrição, educação, formação e saúde, em Moçambique e em Angola.

Com o início da pandemia e o encerramento das escolas, deixou de ser possível “distribuir as duas refeições diárias, habituais, aos alunos assíduos nas nossas cozinhas escolares”. Perante este problema, a organização portuguesa tem assegurado a “distribuição de alimentos no Niassa”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *