“Casa fiz do mundo” é o nome de um grupo paroquial de ação missionária que envolve as paróquias de Vila Cova de Perrinho, Chave e Carregosa. É nesta última paróquia, mais precisamente no Largo da Igreja da Matriz de Carregosa, que se encontram a ser reunidas “toalhas e lençóis” que “já não se usam”.

As “flanelas e turcos” a doar podem ser entregues pessoalmente na paróquia de Carregosa, ou enviadas por correio. As doações vão contribuir para favorecer a permanência na escola de muitas raparigas de São Tomé e Príncipe. A equipa da instituição “Casa fiz do mundo” explica o propósito do apelo.

“Estamos novamente a costurar pensos higiénicos reutilizáveis para as meninas em São Tomé. Estes pensos vão contribuir para uma clara melhoria na qualidade de vida de centenas de meninas que assim vão contrair menos infeções e não vão faltar à escola tantas vezes”, explica a associação de caridade, através das redes sociais.

A esta resposta, uma outra se soma. Segundo a associação portuguesa, “com o apoio dos apadrinhamentos, mais de 1200 crianças têm diariamente” a sua frequência escolar assegurada, uma refeição quente e acesso a cuidados médicos. A instituição “Casa fiz do mundo” destaca que o apadrinhamento destas crianças está a contribuir “para um mundo mais justo”.

Tagged: