Foto: ADPM

As “pedras deram lugar a alfaces, couves, repolho, pimentão e coentros” na comunidade da Casa do Meio, localizada na Ilha de Santo Antão, em Cabo Verde, conforme destaca a Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), organismo envolvido nesta ação de desenvolvimento em território cabo-verdiano.

A ADPM – Mértola destaca que o “início do ano começa com boas notícias oriundas da comunidade da Casa do Meio”, com os jovens agricultores daquela região a começarem a “colher os frutos do seu esforço” e os “resultados do seu trabalho”. Segundo o organismo português, “já arrancou a primeira colheita de alfaces, cuja venda representará uma importante obtenção de rendimentos para estes agricultores”.

O atual cenário surge “depois de longos meses de preparação das parcelas agrícolas e das aprendizagens resultantes das ações de capacitação em boas práticas agrícolas”, realça o organismo português.

Esta ação acontece no âmbito do projeto “Jovens agricultores de Casa do Meio”, desenvolvido pela ADPM, em parceria com a Câmara Municipal do Porto Novo, Ministério da Agricultura e Ambiente e da Agência Nacional de Água e Saneamento. O programa é apoiado pelo Instituto Camões e pelo Global Environment Facility.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *