Os 54 atletas distinguidos no programa “Bolsas de educação Jogos Santa Casa” este ano estão a preparar-se para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, Esperanças Olímpicas, Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 e Jogos Surdolímpicos Caxias do Sul 2021, referem os serviços de comunicação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML).

Grande parte dos atletas bolseiros encontra-se “inscrita em licenciaturas e mestrados, tendo-se mantido a hipótese de os candidatos poderem optar por um regime de estudo parcial”. Segundo a SCML, foram concedidos dois tipos de bolsa: “uma de 3.000 euros, para quem mantém os estudos a tempo inteiro, e outra de 1.500 euros, para quem opta pelo regime de estudo parcial”. Os 54 atletas recebem um apoio de mais de 147 mil euros.

De acordo com a Misericórdia de Lisboa, a “novidade desta edição é o facto de o Comité Olímpico de Portugal ter decidido alterar o regulamento de atribuição das bolsas, para permitir um maior acesso” de atletas integrados no ‘Projeto de Esperanças Olímpicas’. De acordo com a Santa Casa, na sua maioria, “estes jovens estão numa fase inicial da sua carreira desportiva, sendo, por isso, este apoio financeiro um fator decisivo para a continuidade da carreira desportiva aliada à vertente académica”.

A SCML explica que este programa anual de atribuição de bolsas de estudo é uma aposta na “formação dos atletas portugueses que, diariamente, se dedicam, com perseverança e mérito, a garantir um futuro mais sustentável e promissor”. No decorrer das oito edições do programa “Bolsas de educação Jogos Santa Casa” foram concedidas “325 bolsas, no valor total mais de 900 mil euros, tendo as mesmas abrangido 181 atletas, de 22 modalidades desportivas”.

Tagged: