Foto: Santuário de Fátima

“As nossas preocupações não deixam Deus indiferente.” Estas palavras são de Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor no Santuário de Fátima, e fazem parte da sua mensagem de Natal, divulgada em vídeo. Num ano marcado pela pandemia da Covid-19, o responsável destaca que “celebrar o natal é celebrar” a certeza de que Deus se aproxima da fragilidade humana, e da sua “condição limitada, sofredora”.

“Celebrar o Natal num ano estranho como este, em que a pandemia veio por a nu a nossa fragilidade, é confiar em Deus, é confiar-se nas mãos de Deus, mas é também assumir o compromisso de sermos reflexo da ternura e da solicitude de Deus junto dos mais frágeis e dos mais necessitados”, refere o religioso.

O santuário da Cova da Iria assegura a realização das celebrações de Natal e Ano Novo. Segundo os serviços de comunicação do templo mariano, serão respeitadas “todas as regras de segurança previstas”, que incluem o distanciamento físico e o uso obrigatório da máscara. A agenda completa das celebrações que se avizinham pode ser consultada online.

O templo mariano recorda que nas missas de Natal, Santa Maria Mãe de Deus, Epifania e na festa da Sagrada Família, a recolha de ofertas destina-se à “diocese de Pemba, em Moçambique, para os deslocados de Cabo Delgado, uma zona norte de Moçambique, onde existe uma grave crise humanitária devido aos ataques perpetrados por milícias fundamentalistas islâmicas, e na qual resultaram mais de 2000 mortes e 560.000 pessoas deslocadas”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *