Foto: EPA / David Peinado

Uma nova caravana de migrantes iniciou recentemente uma marcha desde o norte das Honduras, em direção aos Estados Unidas da América (EUA), devido à falta de emprego na região, causada pelos efeitos das tempestades tropicais Eta e Iota. Mas devido às restrições fronteiriças originadas pela pandemia, mais de 60 já foram detidos e repatriados pelas autoridades da Guatemala.

Segundo fontes contactadas pela agência Fides, os migrantes hondurenhos que partiram rumo aos EUA foram motivados pelas últimas disposições do governo norte-americano em estender o estatuto de proteção temporária a grupos residentes de vários países centro-americanos e pelas perdas materiais provocadas pelos últimos furacões.

Isto apesar da Conferência Episcopal das Honduras ter incentivado as comunidades a ajudarem e acolherem os que tinham perdido os seus bens na sequência das tempestades, dando indicações aos párocos para que abrissem as igrejas para deixar pernoitar os sem-abrigo e as muitas famílias que tiveram que deixar as suas casas por causa das inundações ou dos danos provocados pelos furacões.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *