A Fundação Eugénio de Almeida vai lançar na próxima semana uma aplicação informática para facilitar o acesso e a actualização do inventário de património artístico da arquidiocese de Évora. O programa vai permitir aos responsáveis pelos acervos paroquiais o registo de todas as alterações nas colecções de arte sacra do seu concelho, dados que serão de acesso público.

Através da “Inwebparoquias”, poderão ser registados, por exemplo, os empréstimos para exposição ou a necessidade de intervenções de conservação e restauro, o que permitirá a atualização permanente desta informação por parte dos responsáveis pelas colecções de 24 concelhos dos distritos de Évora, Portalegre, Setúbal e Santarém.

“Considerado pioneiro em Portugal”, o inventário artístico da arquidiocese de Évora disponibiliza os resultados da sua execução numa plataforma digital “acessível a um universo abrangente de públicos” e permite a “gestão continuada e a sua dinamização através da investigação académica e do tratamento permanente da informação história, artística, sociológica e religiosa dos acervos catalogados”, refere a Fundação em comunicado.

“Ninguém estima e cuida aquilo que não conhece. Só através do conhecimento preciso do património que se possui é possível olhá-lo e compreendê-lo com outros olhos, outro espírito e preocuparmo-nos com a sua conservação e dinamização”, adianta o presidente da Fundação Eugénio de Almeida e arcebispo de Évora, Francisco Senra Coelho, citado pela agência Lusa.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *