Foto: Helpo

Seis meses depois do encerramento das escolas, devido à pandemia da Covid-19, o regresso aos espaços escolares está a acontecer em Moçambique, com um sabor especial para a comunidade de Nawitipele, na província de Nampula, devido à inauguração de “seis novas salas de aula para centenas de alunos que antes estudavam na rua, à sombra das árvores e sujeitos às mais variadas condições e intempéries”.

As novas salas de aula foram construídas “graças à generosidade dos contribuintes portugueses, que consignaram 0,5 por cento do IRS” à Helpo, uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) portuguesa, conforme explica o próprio organismo humanitário, em comunicado.

Na cerimónia de inauguração das novas salas de aula, os alunos “recriaram as condições em que estudavam, no exterior, nas antigas secretárias”. A Helpo explica que Nawitipele é uma comunidade “imensamente grata aos portugueses”, que já tinha sido “beneficiada com a construção de três salas de aula, também graças ao IRS dos portugueses”, inauguradas em 2015 pela mesma ONGD. As novas salas de aula integram a Escola Primária Completa (EPC). A obra “permite aos alunos estudar até à 8.ª classe”. Devido ao apoio dos padrinhos da Helpo, foram distribuídos artigos de prevenção da Covid-19 e materiais escolares.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *