Santuário de Fátima
Foto: Santuário de Fátima

Os cristãos são chamados a estender a mão ao pobre, sobretudo no atual cenário de pandemia, conforme explicou aos fiéis Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor no Santuário de Fátima, na Eucaristia a que presidiu no Santuário de Fátima, na manhã do último domingo, 15 de novembro, data que este ano a Igreja Católica dedicou aos mais desfavorecidos.

“Neste Dia Mundial do Pobre queremos ter presente não apenas aqueles que passam por dificuldades e precisam da nossa solicitude, mas também aqueles que são afetados por esta pandemia”, explicou Carlos Cabecinhas, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

O reitor do templo mariano lembrou depois a vida dos três pastorinhos, que foram “criativos” na maneira como colocaram a render os dons que Deus lhes confiou. “Tal como eles, somos chamados a ser presença do amor de Jesus Cristo para todos”, em especial “junto dos pobres”, frisou Carlos Cabecinhas.

Ao contrário dos anos anteriores, este ano, o Santuário de Fátima não recebeu qualquer grupo diocesano. Em edições precedentes, o Dia Mundial do Pobre tinha sido celebrado na Cova da Iria com o acolhimento de grupos provenientes de várias dioceses portuguesas, proporcionando-lhes visita guiada aos vários espaços do Santuário de Fátima e um almoço. A atividade não se concretizou este ano devido à Covid-19.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *