A iniciativa “Presentes solidários” está de regresso, com o mote “Um Natal para todos”. Este ano, a ação de solidariedade incide de forma especial sobre as “comunidades afetadas pela atual pandemia”, uma vez as medidas de contenção da Covid-19 aumentaram a “situação de vulnerabilidade de muitas famílias” e agravaram a “condição já frágil de outras”, conforme explicam os responsáveis por este projeto solidário.

Num momento de “grande incerteza”, pretende-se “renovar a esperança” e levar a “alegria do Natal” ao maior número possível de pessoas. Todos os que queiram contribuir para esta causa, podem adquirir “Presentes solidários” até ao próximo dia 6 de janeiro. Os bens disponíveis para oferta variam entre os seis e os 180 euros, e deverão beneficiar pessoas de países tão variados como a Guiné-Bissau, Angola, Brasil, Moçambique, Timor-Leste, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Portugal.

Entre os bens a oferecer estão sabão e lixívia, água, um kit musical, material escolar, produtos de higiene, uma cesta básica para idosos, um cabaz de alimentos, uma bolsa para artesãos, cabras e um kit de prevenção da Covid-19.

Os “Presentes solidários” materializam-se sob a forma de postais de Natal que se podem dar a alguém, ao mesmo tempo que se doa um bem concreto a uma comunidade dos países lusófonos. Estes postais natalícios podem ser personalizados online, e enviados por email ou para a morada indicada pelo doador.

Esta iniciativa é promovida pela Fundação Fé e Cooperação (FEC). Apesar dos constrangimentos causados pela atual pandemia, que provocou um atraso e que “dificultou muitas das entregas” dos “Presentes solidários” ao ano anterior, a FEC afirma que “são vários os presentes que já chegaram às comunidades”. Os testemunhos das comunidades beneficiadas podem ser consultados online.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *