Papa Francisco
Foto: EPA / Osservatore Romano

O Papa Francisco doou esta semana, através da Fundação Populorum Progressio, um lote de 3.300 caixas de alimentos e 3.300 kits de proteção e higiene, para distribuir pelos migrantes venezuelanos que ficaram retidos durante meses na fronteira entre a Colômbia e a Venezuela. A distribuição está a ser assegurada pelos serviços diocesanos de Cúcuta, na região oriental da Cordilheira dos Andes.

A doação, a terceira a chegar à diocese colombiana, já começou a ser distribuída pelo Banco Alimentar Diocesano aos migrantes que viajaram entre Cúcuta e o município de Chinácota, em busca de melhores condições de vida. Aos que se viram obrigados a regressar ao país de origem, devido à pandemia, e que se encontram em abrigos improvisados na zona de fronteira, já haviam sido entregues mais de duas toneladas de comida, oferecidas pelo Pontífice.

“Apesar da difícil situação económica vivida hoje, mesmo na nossa diocese, não deixaremos de exercer a caridade para com os nossos irmãos migrantes, pois é o amor de Cristo que nos impele”, afirmou na ocasião o bispo da diocese de Cúcuta, Victor Manuel Cadavid.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *