O padre luso-venezuelano José Manuel Ferreira, de 39 anos, foi assassinado na via pública, no estado de Cojedes, depois de celebrar uma Missa e quando tentava socorrer uma mulher que havia sido assaltada. O sacerdote ainda foi transportado ao hospital mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

“O padre José Manuel praticou o bem até ao último momento”, reagiu a Conferência Episcopal Venezuelana, numa nota emitida por Polito Rodriguez Méndez, que condena o ato e explica que o sacerdote foi baleado quando saudada um pequeno grupo de fiéis no exterior da igreja e tentou acudir uma mulher que tinha sido assaltada, na passada terça-feira, 20 de outubro.

José Manuel Ferreira nasceu em Caracas e era filho de emigrantes portugueses, naturais da ilha da Madeira. Tinha ingressado na Congregação de Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus em 2000, foi ordenado sacerdote em dezembro de 2009 e era atualmente o pároco do Santuário Eucaristia Diocesana San Juan Bautista.

Durante o seu ministério foi responsável pela pastoral missionária da diocese de San Carlos e quem com ele trabalhou destaca o seu caráter tranquilo e afável, e o seu espírito carismático e dinâmico, sempre preocupado em desenvolver atividades inovadoras.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *