Foto: UNICEF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) anunciou que vai reservar 520 milhões de seringas até ao final do ano para garantir o abastecimento assim que estiver pronta e aprovada uma vacina contra o novo coronavírus. O objetivo da agência é chegar ao bilião de unidades até 2021.

“Vacinar o mundo contra a Covid-19 será um dos maiores empreendimentos em massa da história da humanidade e é preciso agir tão rápido quanto a produção de vacinas. E para que isso possa acontecer, é preciso atuar agora”, afirmou, em comunicado, a diretora executiva do UNICEF.

Segundo Henrietta Fore, além das seringas, a agência está a comprar cinco milhões de caixas de segurança para que os materiais possam ser descartados de forma segura, evitando o risco de ferimentos e doenças transmitidas pelo sangue. Como as vacinas sensíveis ao calor são normalmente transportadas mais rapidamente por via aérea, a compra antecipada de seringas e caixas de segurança também reduz a pressão no mercado e previne picos iniciais de procura.

Enquanto principal coordenador de compras da Aliança Global de Vacinas (GAVI), o UNICEF já é o maior comprador individual de vacinas do mundo, adquirindo mais de dois biliões de doses de vacinas anualmente para imunização de rotina e resposta a surtos em nome de quase 100 países.

Todos os anos, a agência fornece vacinas para quase metade das crianças do mundo, adquirindo e fornecendo entre 600 e 800 milhões de seringas para programas regulares de imunização. As vacinas contra a Covid-19 devem triplicar ou quadruplicar esse número.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *