Foto: C.M.M.

Um projeto piloto de separação dos restos de comida para produção de energia elétrica e de composto orgânico está em curso em Mafra. Na fase inicial, serão abrangidas cerca de 5.500 famílias residentes na Ericeira, e, mais tarde, o projeto será estendido à restante população do concelho.

No âmbito desta iniciativa, estão agora a decorrer sessões de sensibilização e esclarecimento na Ericeira. Durante estes momentos, os cidadãos recebem “um pequeno caixote de lixo, um rolo de sacos de cor verde e um folheto explicativo”, conforme explicam os serviços de comunicação do município de Mafra, organismo promotor desta ação, que tem como lema “Separe mais e transforme melhor”.

Os restos de comida destinam-se depois a serem “depositados, separadamente, no saco verde, o qual é devidamente fechado e colocado no contentor do lixo indiferenciado”. “Posteriormente, estes resíduos são separados nas instalações da Tratolixo e utilizados para produção de biogás, a partir do qual se produz energia elétrica, e de composto orgânico, utilizado para enriquecimento dos solos. Desta forma, evita-se que estes materiais orgânicos sejam depositados em aterro sanitário”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *